terça-feira, 15 de maio de 2012

Datas Especias

Meu Presente de Aniversário de 1 ano de namoro, e já do dia dos namorados. Preciso comprar mas dois presentes pra meu amor, foi aniversário dela ontem, e o dia dos namorados ta chegando... De aniversário de namoro dei Marisa Monte... Ela amou. Me faz tanta falta o abraço e os carinhos dela. Parece que vou morrer longe. Te amo Meu amor...

segunda-feira, 16 de abril de 2012

De volta depois de tanto tempo em off desse blog... o que me traz aqui é um desabafo... A vontade de gritar que nunca imaginei ter tanta força... Não sei se me considero forte ou fraca demais por me render assim ao amor que sinto... Só sei que não imagino a vida sem ela, mesmo assim vivendo toda essa contradição. Creio que antes dela não sabia o que era AMOR, nunca aguentei nada assim. Me atinge de tal maneira, não pelo que se fez, mas pela raiva por ela que não consegue perdurar. Apesar de tudo ouvir sua voz derrete o que em mim restou de magoa. Não sei com ela consegue me fazer ama-la tanto.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

[Com]tradição

- É isso ai Isabella, veja bem a vida passar, enquanto não decide o momento certo de você passar por ela.

A vida costuma reservar sur[presas]...

sábado, 27 de novembro de 2010


Bom, depois de tanto tempo sem postar nada, seria mentira se eu disse que não tenho nada de novo pra contar. Pois bem, ai vai os bons e os maus acontecimentos em minha vida desde a ultima postagem.

Depois que o namoro acabou não sentir mais vontade de postar nada além d e coisas pra irritar a figura intitulada “EX”. Mas com o passar do tempo percebi, que o EX não merecia nem essa consideração.

Passei a conhecer novas pessoas, mas nada que me interessasse de verdade, até que descobri um sentimento que ou estava guardado ou nascera de repente. Gostava de alguém próxima a mim. Isso não é completamente bom, nem sequer é bonzinho. Essa pessoa não gosta de mulher! Eu sei chato né!? Então, eis a minha contradição, conto que amo ou não arrisco a amizade? Não sabia o que fazer.

Enquanto pensava no que faria, conheci no MSN uma pessoa com quem me identifiquei muito, mesmos gostos, mesmo jeito de pensar até o mesmo signo... Mas não conheço, começamos a conversar pra tentar nos conhecer melhor, quem sabe né? - Gostei dessa pessoa. Não. Não me apaixonei. Mas pow, pensa comigo, alguém muito parecido com você, que tem os mesmo planos, se num gostasse seria BURRA. Ainda não conheço, mas pretendo... Acho que amanhã! (Tomara). Tudo nessa pessoa parece ser bom... - Mas voltando, enquanto tentava conhecer essa nova pessoa do MSN pensava em o que fazer em relação a pessoa da faculdade. Né que deu coragem de contar, mas o fiz por mensagem de texto. Foi ruim? (:S) E pior, ainda pedir pra que não comentasse comigo sobre isso, é foi triste. E foi o que a pessoa fez. Me tratou normal, eu que congelei, mais noto que com o tempo as coisas estão mudando, minhas amigas dizem que talvez essa pessoa goste de mulher (é eu não tenho certeza se é ou não GAY!), e que talvez me queira. Será, espero. Torçam por mim ok?!



OBS: Descobrir que o "EX" agora casou, pouco depois do termino. É isso é malz...

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Acabou

A verdade é que me enchi de você, de nós, da nossa situação sem pé nem cabeça. Não tem sentido continuarmos dessa maneira. Eu, nessa constante agonia o tempo todo imaginando como você vai estar. E você, numas horas doces, noutras me tratando como lixo. Não sou lixo.
Tampouco quero a doçura dos culpados, artificial como aspartame. Fico pensando como chegamos a esse ponto. Não quero mais descobrir coisas sobre você, por piores ou melhores que possam ser. Assim, chega. Chega de brigas, de berros, de chutes nos móveis. Chega de climas, de choros, de silêncios abismais. Para quê, me diz? O que, afinal, eu ganho com isso? A companhia de uma pessoa amarga, que já nem quer mais estar ali, ao meu lado, mas em outro lugar? Sinceramente, abro mão. Vou atrás de outro jeito de viver a minha vida, já que em qualquer situação diferente estarei lucrando. Bom é isso, se agora isso ainda me causa alguma tristeza, tudo bem. Não se expurga um câncer sem matar células inocentes.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

MINHA, SÓ MINHA...




EU TE AMO MEU VIADO [SEMPRE]





♫ Que a vida é mesmo
Coisa muito frágil
Uma bobagem
Uma irrelevância
Diante da eternidade
Do amor de quem se ama... ♫